Arquivo da tag: cardápio dieta pastosa

cardápio dieta pastosa

Criatividade e Carinho!!

É senso comum que a alimentação envolve prazer. Quando se trata das crianças, além do prazer, muitas vezes, precisamos lançar mão da criatividade, para que se torne um atrativo para os pequenos. Quando temos uma criança com disfagia, com dificuldades de deglutição, isso se torna um desafio frequente…como atrair as crianças com uma alimentação pastosa??? Para quem prepara a refeição, muita criatividade e afeto na hora de elaborar o prato certamente faz toda a diferença…

Para ilustrar este assunto, posto aqui uma foto de um prato que montei em uma Oficina de Culinária realizada na APAE de Indaiatuba/SP, mostrando que podemos criar, até contar uma historinha num prato, atraindo a atenção e despertando o interesse da criança, mesmo que a consistência do prato seja toda pastosa!!!

Espero que gostem!! :)

20130615_160050

Montanha e tronco árvore: feijão; dinossauros: frango e carne; folhas da árvore: brócolis e o sol: cenoura!!!

Disfagia na Páscoa – Parte II

Bom, a semana da Páscoa já chegou…

E Sexta-feira Santa é dia de comer peixe…também para o paciente disfágico! Que tal caprichar no prato com uma receita deliciosa??!!

Deixo aqui uma receita de Creme de Peixe com Molho de Maracujá…Não esqueçam de caprichar no visual da mesa….

 

CREME  DE PEIXE COM MOLHO DE MARACUJÁ

  • · 500g de filé de peixe sem espinhas
  • · ½  cebola picada
  • · 1 dente de alho picado
  • · ½ tomate sem pele e sem semente
  • Pimenta, sal, sálvia a gosto (ou outro tempero que preferir)
  • · 1/2 xícara (100ml) de água fervente
  • · 1 colher de sopa (15ml) de óleo ou azeite

Refogue com o azeite ou óleo a cebola e o alho. Junte o peixe cortado em pedaços pequenos e os demais temperos e refogue.

Adicione a água.

Deixe cozinhar até o peixe estar bem cozido.

Vá ajustando a água para não secar, se necessário.

O peixe deve ficar com uma sobra de molho que será utilizada para triturar, não deve ficar totalmente seco.

Coloque o peixe com o molho no mixer e triture bem. Se necessário, pode-se utilizar 1 a 2 colheres de creme de leite ou requeijão para dar liga ao creme.

PARA O MOLHO DE MARACUJÁ:

1 colher (sopa) de manteiga

Polpa de 1 maracujá

2 colheres ( chá) de açúcar

1/2 de xícara (chá) de suco concentrado de maracujá

1 colher de (café) sal

200 ML de creme de leite com o soro ( usei de caixinha, UHT)

Opcional – use se necessário (1 colher (chá) de maisena dissolvido num dedinho de água)

 

Misture muito bem a polpa do maracujá com o suco concentrado para soltar as sementes. Coe com uma peneira para retirar as sementes do maracujá.

Leve ao fogo uma panela com a manteiga e espere derreter, acrescente os outros ingredientes, deixe ferver mexendo sempre, até que engrosse. Prove o sal e o açúcar, ajuste ao seu gosto se necessário.

Caso o paciente precise de uma consistência mais pastosa (mais espessa), utilize a maizena.

(Esta receita fica ótima utilizando o Molde de Peixe que agrega um visual mais atraente ao prato!!)

 

 

Bom Apetite!!!

 

Oficinas por aí…

Já se encontra na “Galeria das Oficinas” as fotos da I Oficina do ano, que aconteceu em Tubarão/SC!!

Confira as datas e locais das próximas:

14/04 – São Paulo / SP –  Grupo de mães

20/04 – Porto Alegre / RS

27/04 – Juiz de Fora / MG

04/05 – Florianópolis / SC

15/06 – Indaiatuba / SP

 

 

 

Fonocozinhando Store!

Me tornei uma apaixonada por tudo que envolve a alimentação na dieta pastosa. Aprecio uma boa comida, novos sabores e todo aquele ritual que envolve uma refeição e penso que todos têm direito a ter uma boa refeição, independente de sua condição.

Com o intuito de melhorar a qualidade de vida daqueles que se alimentam somente com dieta pastosa, nasceu a Fonocozinhando Store. 

Agora, profissionais e pacientes tem acesso a esta importante ferramenta no gerenciamento da alimentação: moldes de culinária adaptada e outros produtos específicos que auxiliam na terapia fonoaudiológica!!

Dê uma passadinha lá e conheça…

www.fonocozinhandostore.com.br

Abraços,
Cris

Iogurte Grego e Disfagia 2

Eu já havia postado aqui sobre este iogurte novo e delicioso…e agora venho de novo falar dele para vocês!!

No post de agosto eu havia falado que para os pacientes disfágicos só poderia ser oferecido a versão TRADICIONAL visto que as outras possuem pedaços de polpa.

Bom, fiz um teste e SUPER-APROVEI mais uma opção: a versão que vem um potinho separado com pedacinhos de frutas vermelhas e a outra com pedacinhos de abacaxi podem ser peneirados e assim serem transformadas em mais uma deliciosa opção.

Aqui vai uma fotinho do teste que fiz! E capricho na apresentação, nada de servir no potinho do iogurte mesmo, ok!!??

Beijos,

Cris

Iogurte Greco com calda de pedaços de frutas vermelhas

 

Disfagia e Criatividade…

Para se trabalhar com culinária na dieta Pastosa é necessário criatividade, sem dúvida!!!  Quando se fala em criança então, isso é indispensável!!!!!

Aproveitando que estamos nos aproximando do Dia das Criançasvamos pensar com um carinho extra na alimentação dos pequenos que tem algum distúrbio de deglutição…

Hoje vou falar do visual, e depois, postarei algumas receitinhas especiais para eles!!

No prato do pequeno paciente é necessário haver muitas cores: verde, laranja, rosa, etc…temos alimentos de todas as cores o que já  facilita, mas claro que sei que não é fácil fazê-los comer legumes às vezes…por isso aqui entra a criatividade em ação:

- utilize moldes de diversas formas, personagens, etc – qualquer criança se impressiona em ver um mickey ou minie no prato…ou até mesmo uma estrela, um quadrado e um triângulo! Estas formas podem ser aquelas das massinhas de modelar…tem inúmeras formas para inventar!!!

- faça cremes coloridos (beterraba, moranga ou cenoura, espinafre ou ervilha, etc), sirva-os sempre separados junto com a os outros alimentos do prato para manter o sabor e pode acrescentar um: “Este creme é da Liga dos Super-Heróis e o Batmam adoraaaaa!!” e assim vai…

- e ainda pode fazer uma carinha com os cremes no prato…os pequeninos adoram!!!!

Minie e Pateta de frango, Mickey de moranga e Pato Donald de espinafre…

Uma saborosa e apetitosa carinha feliz!

 

Moldes Para Culinária Adaptada!

Para muitas pessoas que tem disfagia (e seus familiares), a dieta pastosa parece terrível…traz uma idéia de uma comida inapetente, sem gosto e de aparência ruim…Mas não precisa ser assim!!

Venho apresentando um conceito novo, buscando mostrar que a dieta pastosa não precisa ser encarada assim e pode sim, ser muito agradável e saborosa…Sou uma apaixonada pelo assunto, e estou sempre pensando no que posso fazer para devolver a dignidade e a qualidade de vida das pessoas que necessitam seguir uma dieta pastosa!

Agora, aliando ao conceito das Oficinas de Culinária Adaptada para disfagia, sou também a fornecedora dos moldes utilizados para dar vida aos alimentos na dieta pastosa. Novidade no Brasil, os moldes fazem a diferença no aspecto visual do prato!!!!

Aguardem mais detalhes, assim como modelos e preços…

Abraços,

Cristiane

Imagem

Dieta Pastosa e Disfagia

Hoje eu queria falar um pouco da importância de se pensar melhor a respeito da Dieta Pastosa!
Em um primeiro momento parece bobagem achar que é algo complicado fazer (e seguir) uma dieta pastosa, não é? é só bater tudo…
A verdade é que não é bem assim…

Aquilo que comemos deve agradar primeiro aos nossos olhos…A aparência da nossa refeição é um dos fatores de sucesso para uma boa alimentação que precisa ser saborosa e apetitosa! A consistência pastosa muitas vezes pode falhar nesse aspecto e à primeira vista pode ter uma aparência desagradável e parecer insossa…

Este aspecto precisa ser muito bem trabalhado durante o tratamento e gerenciamento da alimentação do paciente e para isso a orientação prática é fundamental!!!

Fica aqui, um exemplo de um prato bem atrativo, com cuidados nos detalhes…deu água na boca ou não deu??!!

Frango ao molho de espinafre, purê de batatas e cenourinhas…Com suco de laranja espessado e creme de chocolate de sobremesa!!

Culinária Adaptada em Disfagia por aí…

A Oficina de Culinária Adaptada em Disfagia estreou fora de Porto Alegre!!!

Tive o prazer de estar em Santa Maria em julho passado à convite da equipe da Unimed Medicina Preventiva. Na turma havia, além de fonoaudiólogas, nutricionistas, cozinheira e copeira, o que contribuiu para deixar a Oficina ainda mais rica. Postei fotos na Galerias das Oficinas…

No fim do mês estarei no RJ, levando a Oficina à Jornada Multidisciplinar do Hospital Pró-Cardíaco.

 

 

 

 

 

Em outubro, estarei em SP, na AACD. Novembro será em Juiz de Fora/MG…Estou muito feliz de poder estar espalhando este conceito por aí afora!!!

Iogurte grego e Disfagia

O iogurte sem dúvida é uma opção agradável para o paciente disfágico e que as famílias gostam de ter sempre em casa pela praticidade de “comprar pronto”, tendo sempre uma sobremesa ou lanche na geladeira. Porém, a maioria dos iogurtes tem uma consistência de líquido espessado ou líquido muito espessado, sendo poucos os que tem consistência pastosa fina. Isso faz com que o paciente, para consumir, necessita adicionar espessante para chegar à consistência que ele necessita.

Agora, a Nestlé lançou o iogurte grego, de consistência mais firme e uma cremosidade incrível que é perfeito para os nossos pacientes disfágicos. O indicado para aqueles pacientes que podem se alimentar somente com a consistência pastosa é a versão TRADICIONAL, pois as outras 4 versões possuem pedacinhos de polpa ou cereais. O iogurte realmente tem um sabor delicioso, com diferencial e a consistência não podia ser melhor. Ele possui 80% mais proteínas e 30% menos açúcares que os outros iogurtes, mas os diabéticos ainda não tem a versão sem açúcar aqui no Brasil (em breve deve ter).

Realmente, vale a pena indicar – e consumir!!! – Eu, aqui em casa, já viciei…

 

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 533 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: