Disfagia na Festa Junina! ♥ Tem pastoso, sô! ♥ #porumpastosomelhor

Chega Junho e Julho e a gente vê as Festas Juninas acontecendo país afora! Cada Estado com suas tradições, mas as comidas e bebidas típicas da festa são praticamente iguais, variam algum ingrediente ou o nome, mas os sabores e tradição desta época se mantém!

Aproveitando esse clima, trago hoje uma receita bem típica e que ainda ajuda a aquecer o corpo nos dias frios que acompanham esta época do ano: o Vinho Quente Aromático Espessado (também chamado de Quentão em alguns estados!). Esta receita é alcóolica, caso o paciente não possa consumir, dá uma conferida nesta receita de Vinho Quente não alcóolico, que pode ser servido até para as crianças!

Espero que gostem!

  Continuar lendo “Disfagia na Festa Junina! ♥ Tem pastoso, sô! ♥ #porumpastosomelhor”

Falando sobre Dieta Pastosa – HIDRATAÇÃO! #porumpastosomelhor

Quando se trata de Disfagia, a preocupação com a hidratação do paciente está sempre presente, não importa a época do ano. Mas, é claro, essa preocupação aumenta ainda mais no verão, pois sabemos que a estação mais quente do ano pode causar mais rapidamente uma desidratação.

Nas minhas pesquisas, encontrei um artigo muito interessante da National Foundation of Swallowing Disorders que fala sobre o assunto, então trago aqui algumas partes traduzidas dele, assim podemos ficar bem atentos e prevenir esse problema! Como dizia no Blog da NFSD: “Compartilhe com amigos, familiares e profissionais da saúde do paciente disfágico que possa estar em risco de desidratação. Assim todos podem estar atentos!!”

A água é um elemento essencial à vida. Sem água, não sobrevivemos por mais que alguns dias. Para aquele que tem uma dificuldade de deglutição, ficar adequadamente hidratado é um desafio particular único. Consumir líquidos espessados, muitas vezes faz com que o paciente tenha uma baixa ingesta por causa do sabor e textura dos espessantes. e neste caso recomenda-se o uso dos espessantes à base de Goma Xantana que proporcionam uma melhor aparência e aceitação.

Indivíduos que tem mobilidade limitada e disfagia estão em alto risco de desidratação, pois eles dependem de outros para satisfazer suas necessidades de consumir líquidos. O consumo de líquidos espessados pode ainda não fornecer a sensação de satisfação oral que você teria com um líquido normal. O paciente pode ainda se queixar de sede, boca seca e pegajosa. Para isso, procure oferecer sempre os líquidos espessados bem gelados, o que aumenta a sensação de frescor e, se necessário, passe uma gaze umedecida em água gelada pela boca do paciente.

Comer alimentos como sopas, purês de frutas, pudins, etc que têm um conteúdo elevado de líquidos no seu preparo também auxiliam no combate à desidratação. As Águas Aromatizadas e Chás bem gelados também auxiliam muito o aumento de ingesta de líquidos espessados. (sugestões de líquidos espessados aqui)

A desidratação pode ser exacerbada por medicamentos como diuréticos, laxantes, certos antibióticos e antidepressivos. Por favor, consulte o médico do paciente para esclarecer qualquer dúvida ou preocupação.

A desidratação pode ser muito grave. A desidratação grave pode levar à hospitalização. A chave para prevenir a desidratação é simples: EVITÁ-LA. Esteja ciente do que e de quanto você está oferecendo ao paciente disfágico!

10 Sinais de Aviso de Desidratação (segundo o artigo da NFSD)

  1. Sede. Se está sentindo muita sede, você já está desidratado!
  2. Boca seca. Alguns medicamentos podem aumentar a sensação de boca seca, reduzir a produção de saliva e exacerbar o problema.
  3. Fadiga ou sonolência.
  4. Tonturas. A sensação de tonturas ou vertigem é sinal de desidratação moderada.
  5. Depressão ou Irritabilidade. A desidratação pode causar comportamentos indesejados em pessoas com demência.
  6. Urina escura ou turva. Se sua urina não está clara, você pode estar desidratado. Quanto mais escura for a cor da urina, mais grave será a desidratação.
  7. Dificuldade para ir ao banheiro. Constipação é um sintoma comum de desidratação crônica. Assim como urinar pouco, que também pode ser sinal de desidratação.
  8. Alterações na pele. Pele avermelhada pode ser sintoma de desidratação aguda e pele seca pode ser sintoma de desidratação crônica.
  9. Náusea. Muitas vezes, se você sente náuseas, não sente vontade de beber nada. MAS é necessário beber, para evitar a desidratação. Se sentir náuseas, tome pequenos goles de água espessada fria, não gelada.
  10. Respiração rápida. Se tiver uma respiração rápida e batimentos cardíacos aumentados, procure assistência médica.

OBS: Estas informações são dadas como orientação e alerta. Qualquer dúvida em relação à hidratação deve ser esclarecida com o médico responsável.

Fonte: “Hydration, Hydration, Hydration!” Byline: Laura Michael (Dysphagia Supplies Direct, LLC;

Foto: Google Images

 

 

 

Líquidos Espessados para refrescar e hidratar!!!! #porumapastosomelhor

Tá calor, né?! E o calor continua por um bom tempo ainda! Então, vamos caprichar na variação de líquidos espessados ofertados ao paciente!! Com certeza uma (ou várias!!!) vai agradar o paladar do seu paciente/ familiar! Tem Água Saborizada, Suco ou Chá Gelado. Qual vai ser a receita de hoje!?  Compartilha comigo nos comentários ou no Facebook!

Acesse aqui algumas das Receitas do blog:

Água Espessada Saborizada com Pêssego, Mirtilo e Limão

Água Espessada Aromatizada com Especiarias

Água Espessada Aromatizada com Limão Siciliano e Pepino

Água Espessada Saborizada com Morango e Limão

Água Espessada Saborizada com Laranja e Canela

Chá Espessado Gelado de Maracujá e Erva Cidreira

Chá Espessado Gelado com Pêssego

Suco Espessado de Abacaxi com Uvas e Alface

Suco Espessado Refrescante

 

√ Lembre sempre de verificar com a nutricionista se o paciente pode consumir os ingredientes da receita e as condições para inserí-la em sua dieta!

 

Foto: Google Images