Dieta Pastosa na Semana Farroupilha! Feijão Mexido, tchê!! ♥♥ #porumpastosomelhor

Estamos nos aproximando do dia 20 de Setembro – Feriado que é tão comemorado pelos gaúchos! São dias e dias de muita tradição e comemoração e em meio a tudo, é claro, muita comida!!! Todo mundo sabe que um dos pratos típicos mais famosos na culinária gaúcha é o Churrasco!! E quem tem Disfagia ou tem alguém na família ou como paciente também sabe o quanto esses pacientes sentem falta de comer um! Realmente, churrasco é algo que o paciente disfágico não consegue mais comer, mas não é só de churrasco que gaúcho vive, e a gente pode aproveitar a Semana Farroupilha pra relembrar tantos outros alimentos e pratos que fazem parte também da culinária gaúcha!

Pra começar, no post de hoje vamos falar do feijão preto! Paulista que sou, demorei pra me acostumar a ver o feijão preto nos pratos do dia-a-dia, mas hoje não vivo sem! Feijão tem que ser preto! 🙂

Um dos pratos típicos na culinária gaúcha é o feijão mexido e este prato tradicional pode ser transformado em pastoso! E o melhor, a família toda pode comer! Vamos à receita:

Feijão Mexido

Ingredientes

  • 1/2 Kg de feijão cozido (com bastante caldo)
  • 100g de cebola cortada a grosso modo
  • 50g de toucinho em pedaços grandes (para ser retirado depois)
  • 50g de farinha de mandioca
  • alho a gosto
  • pimenta vermelha picada a gosto
  • tempero verde a gosto (inteiros, não picar)
  • sal a gosto

Esta receita pode utilizar a sobra de feijão preparado em outra refeição.

Frite o toucinho, acrescente a cebola e o alho e em seguida o feijão com o caldo. Coloque a salsinha e cebolinha inteiros (para dar o sabor e depois poder ser retirado mais facilmente) e a pimenta picada e ajuste o sal. Deixe cozinhar por poucos minutos e desligue o fogo. Retire o toucinho e o tempero verde e leve o preparado ao liquidificador ou mixer (não coloque todo o caldo). Bata até obter um creme liso. Devolva o creme à panela e coloque o restante do caldo (o creme na panela deve ficar um liquido espessado, ou seja, não pode estar grosso). Adicione aos poucos, pulverizando a farinha de mandioca lentamente sem parar de mexer. Quando tiver engrossado ao ponto de consistência adequada ao paciente pare de colocar a farinha. Sirva como acompanhamento!

OBS: Deixar bastante caldo do feijão para este prato não ficar muito grosso! Cuidar a consistência orientada pela(o) fonoaudióloga(o). Diminua bem a farinha se necessário!

 

√ Lembre sempre de verificar com a nutricionista se o paciente pode consumir os ingredientes da receita e as condições para inserí-la em sua dieta!

 

Foto: Google Images

Receita: Livro Cozinha Gaúcha – uma mistura muito bem feita.

Anúncios

Deixe um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s