🎄❤ Panetone Pastoso – #porumpastosomelhor no Natal ❤🎄

O Natal está aí!!! Que tal oferecer pro paciente disfágico um panetone (ou chocotone 😋) pastoso?!

É possível?! É sim!!!! Eu utilizo a técnica dos sanduíches e bolos com calda de espessante, mas não é todo paciente que consegue comer dessa forma, e nesse caso pode ser necessário processar no mixer!

Então a forma de oferecer para o seu paciente ou familiar vai depender do nível de dificuldade que ele tenha. Lembre-se que a segurança vem em primeiro lugar! Os panetones tem uma consistência macia, porém uma “liga” que não se desmancha tão fácil, e não fica tão homogênea! Vamos à receita!?

Panetone Pastoso

. 125ml de leite

. Fatias finas de panetone ou chocotone

. 1 medida de espessante de amido de milho modificado (a que vem na lata)

Em uma tigela, misture o leite e o espessante, e aguarde cerca de 1 minuto até engrossar. A consistência deve ser um líquido levemente espessado. Mergulhe as fatias no leite espessado, virando para que os dois lados fiquem bem “encharcados”. Coloque as fatias já no prato que irá servir ao paciente. Deixe na geladeira por no mínimo 2hs antes de servir ao paciente.

Se necessário, coloque esse preparo no copo do mixer e processe até ficar homogêneo!

Você pode ver o passo-a-passo desta receita no instagram @fonocozinhando nos Destaques!

https://www.instagram.com/stories/highlights/17849091697748743/?hl=pt-br

IMPORTANTE: SE UTILIZAR O PANETONE DE FRUTAS, RETIRE TODAS AS FRUTAS CRISTALIZADAS E PASSAS ANTES DE FAZER O PROCESSO ACIMA.

O ESPESSANTE DE GOMA XANTANA NÃO É RECOMENDADO. UTILIZE O DE AMIDO DE MILHO MODIFICADO.

Disfagia e Hidratação – 7 Dicas importantes #porumpastosomelhor

A hidratação no paciente disfágico é uma preocupação constante – não só no Verão – mas nesta época é preciso ficar ainda mais atento e criar maneiras de oferecer a hidratação adequada!

A desidratação é um problema sério de saúde, principalmente nos pacientes idosos. Por ser uma faixa etária onde a disfagia também está bastante presente, é preciso ter muita atenção para que isso não se torne uma emergência médica.

A desidratação nos idosos pode levar à

  • Infecções no trato urinário
  • Quedas frequentes
  • Agravamento de outras condições médicas (ex. renal ou cardíaca)
  • Hospitalização

Seguem algumas dicas para auxiliar a hidratação e aceitação de líquidos espessados pelo paciente disfágico:

  1. Mantenha água sempre gelada disponível – Deixe para espessar na hora de servir o paciente (você pode manter uma jarra ou garrafa de água específica para o paciente disfágico, assim pode controlar o consumo diário)
  2. Use e abuse de águas aromatizadas e saborizadas – Cores fortes, e variações coloridas atraem mais! Confira algumas receitas aqui!
  3. Pense além da água – Sabemos que a água é o melhor hidratante, mas outras bebidas também podem funcionar bem, principalmente em relação à aceitação.
  4. Pense além dos líquidos – Alguns pacientes disfágicos acabam preferindo mais comer do que beber, e aceitam muito pouco líquido. Então forneça alimentos com alto teor de água, como purê de vegetais, consomês (quentes ou frios), sucos de frutas, como melancia e melão. Mas nunca pare de insistir nos líquidos!!!
  5. Esteja atento à alimentos que desidratam – Preparos com alto teor de sódio, açúcares e cafeína, por exemplo.
  6. Forneça copos adequados para pacientes disfágicos – xícaras ou copos baixos e largos, que permitam que o paciente beba pequenos goles, “encaixando” o nariz, evitando que ele jogue a cabeça para trás (o que aumenta o risco de aspiração)
  7. Coloque alertas para lembrar de oferecer líquidos! – Muitas vezes, o paciente disfágico é alimentado por um cuidador, e não irá buscar se hidratar sozinho! Com tantas tarefas a fazer, não é difícil esquecer de estar oferecendo líquidos várias vezes ao dia. Para auxiliar, coloque alertas no celular durante o dia.

⚠ ⚠ Em outro post, falo dos sintomas de desidratação. Confere aqui! ⚠ ⚠

♦ As informações contidas neste Blog têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos de médicos, fonoaudiólogos, nutricionistas ou outros especialistas. Se tiver alguma dúvida, procure um dos profissionais.

♥♥ Especial Dia das Mães com Disfagia ♥♥ #porumpastosomelhor

“O amor de uma mãe é o combustível que faz um ser humano conseguir o impossível”

O Dia das Mães está quase aí: vai ser no 3º domingo a partir de hoje!!! Este ano estou preparando uma série de posts, pra lá de especial, dedicado à ela, que nos cuida desde sempre e que agora está precisando de todo nosso carinho e cuidados. Estou começando com bastante antecedência justamente para ninguém ter desculpa: – vai dar tempo pra organizar um dia pra lá de especial pra ela, ok!? ♥♥ Ahhh, e me acompanha, porque vai ter até presentinho ♥♥♥♥

Neste post, vou falar (ou melhor, re-falar!!) da importância desse capricho e planejamento com as refeições em um dia especial como este!

Continuar lendo “♥♥ Especial Dia das Mães com Disfagia ♥♥ #porumpastosomelhor”

Já conhece a nova terminologia IDDSI?! **Dê seu feedback **

Como já postei aqui no Blog uma vez, realizei, no ano passado, a tradução da nova terminologia IDDSI…mas, muita gente ainda não conhece, ou não teve acesso à versão já traduzida. Se você ainda não viu,  não deixe de ler este post!!

No 3º Congresso Brasileiro de Disfagia, que aconteceu este mês, ressaltou-se a importância da divulgação desta importante ferramenta, para que cada vez mais pessoas conheçam e seja iniciada a implementação aqui no Brasil.

A tradução para o português foi realizada por mim de forma voluntária e necessitamos que os profissionais revisem essa tradução e possam opinar sobre algum termo traduzido. No site www.iddsi.org/translations  você acessa os dois arquivos traduzidos na janela “Available for review”. Estará aberto para revisão até o dia 30 de Abril.

Acesse o material, divulgue para seus colegas e vamos ajudar a espalhar esta ferramenta tão importante para a Fonoaudiologia!

cropped-img_header_new

Nos últimos anos, vários países trabalharam para desenvolver padrões de dieta para disfagia em nível regional ou nacional. Infelizmente, todos esses padrões usam terminologia, rótulos, números e níveis diferentes, o que aumenta a confusão para indivíduos e cuidadores, bem como profissionais de saúde e pesquisadores. Um indivíduo com disfagia que está em uma dieta de textura modificada pode ter sua dieta chamada de uma coisa no hospital, que pode ser diferente na reabilitação após alta ou ainda pode ser diferente em outro país. O desenvolvimento de padrões internacionais abordará esse problema específico.

A Iniciativa Internacional de Padronização de Dietas para Disfagia (IDDSI – International Dysphagia Diet Standardisation Initiative) foi fundada em 2013 com o objetivo de desenvolver uma nova terminologia e definições padronizadas à nível

global para descrever as consistências adaptadas de alimentos e líquidos espessados utilizados para indivíduos com disfagia de todas as idades, em todos os ambientes de cuidado e para todas as culturas.

20 de Março – Dia Nacional de Atenção à Disfagia

Não podia deixar de fazer um post para falar do dia de hoje. Aliás, este dia é apenas para lembrar o que na verdade, deve ser feito TODOS OS DIAS. Precisamos falar mais sobre a Disfagia, levar mais conhecimento às pessoas, falar mais sobre a Culinária Adaptada, sobre a importância que se deve dar à esse tipo de alimentação (não é só fazer papinha!) e os cuidados específicos que a pessoa disfágica precisa ter para se alimentar com segurança.

O dia 20 de março começou a ser marcado como Dia de Atenção a Disfagia em razão da publicação da Resolução CFFa nº383 de 20 de março de 2010, que dispõe sobre as atribuições e competências relativas à especialidade em Disfagia pelo Conselho Federal de Fonoaudiologia.

Aqui no Blog, meu objetivo é justamente poder levar mais informação à pacientes com disfagia, seus familiares, cuidadores e profissionais que o atendem. Acabei criando o canal Fonocozinhando no YouTube nesta semana, justamente para ser mais uma forma de levar informações práticas e esclarecedoras de uma forma ainda mais próxima, que serão os vídeos.

Aproveite para assistir o vídeo que fiz para este dia! Acesse aqui.  (e inscreva-se lá no canal, assim a cada vídeo novo que eu postar você recebe aviso por email!)

Espero que gostem!

 

  • Atenção: A Disfagia não é uma doença por si só, mas um sintoma de que alguma alteração pode estar ocorrendo, sendo imprescindível a orientação e tratamento adequados, pois além de provocar problemas emocionais e isolamento social, traz consequências tais como: desidratação, desnutrição e pneumonia, podendo chegar ao óbito;

 

Referências e Foto: Sociedade Brasileira de Fonoaudilogia